Base Nacional Comum Currícular: Quais consequencias estão envolvidas?

A Base Nacional Comum Curricular ou simplesmente BNCC, tem um dos assuntos mais discutidos atualmente em âmbito educacional. A Base define o que deve ser garantido de aprendizagem para os alunos no decorrer do processo de escolarização, correspondendo este da Educação Infantil ao ensino médio. O documento interfere diretamente nos currículos das escolas, uma vez que estes terão que responder ao solicitado na BNCC. 
A Base estipula que 60% do currículo das escolas seja para a BNCC e 40% conteúdos locais, exigidos pelas necessidades locais das escolas, de forma a contextualizar e considerar as realidades das instituições. Este ponto já gera muita discussão, pois com tantas obrigações que a mesma define, praticamente não há espaço para a parte diversificada, tão pouco o documento dá norte a este. 
Mas como diz o nosso título “Quais consequências estão envolvidas neste documento? ” Para iniciar gostaria de citar um trecho da mesma que diz: 

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de
caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de
aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver
ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica. (p.7 BNCC)

Logo a primeira implicação é no que será cobrado a partir da Base por meio das avaliações nacionais que medem o Indice de Desenvolvimento Educacional, principalmente representado pelo IDEB em nível nacional. Tudo irá partir do que é posto neste documento, assim a primeira consequência é a mudança na postura das avaliações educacionais, uma vez que os conteúdos que foram definidos como sendo os direitos de aprendizagem de cada nível, representa também o que será cobrado das escolas, no desempenho dos alunos. 

A segunda implicação são as políticas de materiais didáticos, seguido pela política de financiamento, ao definir quais conteúdos serão obrigatoriamente cobrado das instituições, também se deve pensar no tipo de material e no tipo de infra-estrutura a qual é necessária para garantir que tais competencias sejam plenamente efetivadas. Se analisarmos assim, a educação muda radicalmente a partir de uma base, pois tudo passa a ser regido por ela. O que torna uma prioridade do momento para todos os que estão nas instituições educacionais formais, estudar e conhecer a base. 
A BNCC é uma política de Currículo, e não esqueça é preciso ter cautela ao se pensar em uma política de currículo, uma vez que currículo é muito mais que um documento com conteúdos, há nele um modelo de sociedade ao qual se quer formar. Se a sociedade que vocês espera está exposto nesse currículo “obrigatório” então siga-o, mas coso contrário, deveríamos ter a liberdade de contraria-lo.  
Esse fato torna a BNCC como um peso, pois ela diz por nós o que é realmente essencial. Mas de uma coisa sabemos, concordando ou não com ela, ela irá influenciar diretamente nossas escolas. 

Deixe um comentário